Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Minha pequena criança

 
Velarei os teus dias e noites
Minha pequena criança
Com canções que te façam dormir
Contarei as mais lindas histórias
Correrei em busca e na minha busca
Ei de te encontrar...
A brincar nos teus sonhos
Tais momentos que fazíamos
Falaremos de coisas boas
Na memoria ainda lembrarás
O bálsamo que deixarei
No aconchego em que te encontras
Na solidão de estar só
Tão pequena e frágil
Não entende que a minha presença é constante
Somente o véu que cobre teus olhos
Cegam teu olhar, mas desnudam em devaneios.
Somos interligadas, pelo amor que não se apaga.
Pelo beijo que dou em tua face
Nas orações que recebo
Dos momentos concedidos
Para ver o brilho dos teus olhos
Neste momento pleno e eterno...
Para remanejar em outros encontros...
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário