Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

domingo, 10 de novembro de 2013

INSANA TEORIA



Hoje refreio dentro de mim as acabrunha de pessoas manipuladoras encarregadas de jogar o negativo assombrando meus passos em desalinhos. Labirínticos corredores de sofreguidão no desespero de uma ruela ou beco no crepúsculo de meus rebentos.

Sorrir não faz parte do conjunto, nem risadas vindas ou idas desta pilha descarregada, não constituindo um transportador de energias. Inconveniente lapso diante da própria vida.

Manipulador de conceitos e juízos como se fosse um manual de instrução desabando dos firmamentos.

Contrariar uma página de seus vade-mécuns é largar os desejos, as alegrias, e os conhecimentos que pouco contém e nada acrescenta em sua escrita imposta. Conviver diante desta insana teoria de dissertações não experimentadas é almejar que devoremos sapos sentindo gosto de chocolate quente em noites de frio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário