Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Às Cegas...

Sou abelha inquieta a te beijar
Fiz uma colmeia nos teus lábios
Pouso na quietude do teu silêncio
Retirando o néctar do amor
Poetas são meros artistas
Interpretam o ilusório
Concebendo vida, momentos, sentimentos...
Um afeto na sutileza da tua percepção
Do voar de uma abelha
Nos jardins a tocar as flores
Do sublime encontro de tua boca
Na fusão de um amor sem limites
Do doce mel retirado da tua essência
No ferrão que a dor da perda punge
Do vazio que entre nós permanece
Na insana memória que não tenho...
Somente voo na tua direção
Pronto para roubar um beijo teu...









Nenhum comentário:

Postar um comentário