Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

SENTES FALTA... SINTO TAMBÉM...


Sentes falta...
Sinto também...
Dos caminhos percorridos
Vividos
Entre os lençóis

Sentes calor...
Sinto também...
Um calor devorador
Queima a pele
Arde o desejo
Pulsa o coração
É pura emoção

Sentes falta...
Sinto também...
O mar nos espera
Aumenta suas ondas
Chegando ao seu limite
A procura de nós dois

Sentes falta...
Sinto também...
O desencontro
Tomou rumos
Caminhou sem destino
Num desatino de amor

Será
Que sentes falta...
Por que
Sinto também...




Um comentário:

  1. Olá Sandra
    É horrível amar alguém e ficar distante, principalmente quando se é amado também.
    Beijos

    ResponderExcluir