Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

GRITO DE SOCORRO

Chora natureza com tantos desgastes e ganância.
Foge para longe e leva junto os que contigo padecem.
Joga-te nas matas seguras e puras.
Mergulha nas águas cristalinas que em parte estão poluídas.
Respira este ar sufocante e gritante que não enxergam o mal que fazem.
Lamenta natureza, teu choro ecoa ao Criador.
Não fica revoltada com tanta agonia, solta teus gritos e mostra a tua força
diante desta gente tão indiferente, mas capaz de afrontar-te.
Mostra tua luz cortante nos céus gritando por socorro, em choro constante.
Destruindo os que em baixo ficam rindo, da tua dor frustrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário