Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

TEMPESTADE

























O céu escurece,as nuvens tornam-se
cada vez mais cinzas.
Os primeiros relâmpagos
rasgam o horizonte perdido.
Os primeiros pingos caem brutalmente,
ferindo a terra em sua fúria
selvagem.
Protegido pelo vento,
que varre impiedosamente
despindo as árvores
que se debatem.
Nesta sincronia louca,
o espetáculo é tenebroso e
lindo ao mesmo tempo.
Tudo devasta e devassa,
numa ânsia louca,
uma enxurrada se forma,
os entulhos acumulam,
a rua inunda,
a chuva cessa,
as águas dançam,represadas
num canto sem saída.

Um comentário: