Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Uma bagagem mais leve...


Minhas tralhas estão pesando minha bagagem
Pesos desnecessários para uma viagem...
Se for longa sobrevivo do pouco que tenho
Minha mala será revestida do necessário
Mulher gosta de maquiagem, levarei.
Surgindo com um semblante com cores dos arcos-celestes
Uma luz que permita que eu peregrine em noites escuras
Iluminado escuridões em labirintos...
Com a bagagem mais leve iniciarei um longo caminho
Não posso dizer que não pesará... Desapegar não é tarefa fácil
Constante policialmente de nossos atos
Reflexo no espelho do caráter
Desfigurar a imagem não é premissa
Retirar aos poucos tudo que for inútil
Sem olhar para trás... Lamentar não é o caso
Sorrir e alegrar-se diante da obrigação
Levar de preferência um livro na mão
Roteiro de esperança pronunciada em oração.











Nenhum comentário:

Postar um comentário