Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Suaves toques embalados pelas orquestras de ventanias.

Percepção de um entrelaçar no tronco de desejos
Escravos em liberdade de uma união eterna
Sem açoites, onde a chibata são as minhas mãos.
Suaves toques alterou nossa essência
Enraizamos e desde as primeiras sementes brotou um despertar
Na orquestra das ventanias debulharam-nos deixando-nos nus, e dos descaimentos ressurgimos na certeza de nossas intensas raízes.
Consentimos escorrer na sedenta relva a seiva de nossos desejos
Espalhando outras sementes férteis perpetuando nosso romance
Hoje dormimos no relento abraçado, são emoções que nos fez modificar-se em frondosas árvores em matas fechadas, para não sentir o golpe do machado ferindo as nossas fibras.
Dos suaves toques renascemos e morremos na junção de nossos corpos sedimentados no esplendor de natureza.




Nenhum comentário:

Postar um comentário