Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 15 de agosto de 2014

O que é o Amor?

O que é o Amor? Um lapso temporal de um sentimento inacabado?
Ou seria algo que se instala, faz morada e não conseguimos cuidar?
Nas esferas cristalinas dos valores, num lugar onde as almas estão limpas dos odores das malícias. Sobrevoa um Amor de constantes alegrias, uma felicidade vestida de luz.
Bordam seus corpos com as linhas de ouro com pedras preciosas
Um festival de luzes que brilham ao fundo ou nos lugares que permanecem abraçados, um Amor puro e sem as decadências que nos deparamos em nosso mundo.
Ah! Este Amor não desce a Terra, porque os homens não conseguem ainda sentir.
Somente alguns gestos parecem ser o Amor... Mas, equivocados caem em desenganos.
O Amor não aprisiona, não mata, não desrespeita.
É tão sublime que não temos a noção nem aqui nem dentro do coração
Adquirimos um ego e um egoísmo capaz de afrontar o próprio Amor
O nosso e dos que estão ao lado
Sendo abstrato este sentimento queremos estimular.
Que seja pela caridade, ou em um simples olhar...
Gestos pequenos que por aqui dizem que é amar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário