Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 20 de junho de 2014

EM MEUS LÁBIOS SERÁ CANÇÃO

Amor que te escondes
No silêncio das madrugadas
Canto aos quatro cantos
És acorde em meus lábios
Canções ao vento eu te lanço
Submergindo no teu sonho
No segredar dos meus anseios
Faço serenata
Qual canto da sereia
Faço de ti minha morada
Convidando a marulhar nos encantos da areia
Retirando acordes de tua alma
Lançarei no peito do meu amado
Gatilhos de amor flechados
Canções ao vento eu te lanço
Adormeço...
Amanheço...

segunda-feira, 16 de junho de 2014

PLENITUDE DE ENCONTROS

Sou feliz por ser assim
Ares de felicidade
Que imploram paz
Num mundo de desamor

Que caminhos percorrer
Simples atalhos?
Espreitar o olhar
Confecção de tramas

Plenitude de encontros
Parado e perigoso
Todas as tormentas
Meu navio atracar

Desafios são lançados
Surgindo das alturas
No calor da minha jornada
Erguei-me feito cruz
Enchi minha vida de luz
Meditativo de tudo
Com toda força
Sai da monotonia
Mudei a sintonia

Olhei o amor
De busca infinita
Gestos de alegria
Simpatia
Enfrentando a realidade
Que a vida tem seus encantos
Sabor de quero mais
Mude o paladar
Lágrimas devem cair
Purificando as agonias...
Elevando a própria vida...



sábado, 7 de junho de 2014

INTROSPECÇÃO

Adentrei nas entranhas
  Introspecção
Percorri cada canto
Os lados e os avessos
 Aviste ao longe
Tatuada na dorsal
Projetando seus desejos
Seminua a vir...
Arrebatando minhas dores
Calei e pensei
Estando em mim...
Nesta minha introspecção
Estarei nela...
Num ato de paixão
Seremos por um momento
Um lado oposto
Calando as feridas do meu coração