Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

NOITES

 
SAI SEM DIREÇÃO CAMINHANDO
SENTEI AO LONGE
NO SILÊNCIO QUE COBRIA A NOITE
RECOBRANDO LEMBRANÇAS
UM POUCO DE SAUDADE
BAGAGEM QUE TRAGO NA ESPERANÇA
DE NOVOS RUMOS E CAMINHOS
 UM NOCTÂMBULO DE NOITES ENLUARADAS
BRILHANDO FEITO VAGA-LUME
RODEADA DE ESTRELAS QUE VOLITAM EM CÍRCULOS
CONVIDANDO PARA DANÇAR
OLHO O UNIVERSO, ADMIRO VÁRIOS CENÁRIOS.
DISCORTINO TUDO EM VOLTA
DOU MEIA VOLTA
REGRESSANDO
AGUARDANDO OUTRAS NOITES...
 


NÃO ME OLHES DESTE JEITO...

NESTE OLHAR SOU DESEJO
TÃO LOUCO DE PAIXÃO
 UM VULCÃO EM ERUPÇÃO
NÃO ME OLHES DESTE JEITO...
FICO SEM JEITO
SOU A BRISA LEVE QUE SOPRA TEUS CABELOS
ÉS REFLEXO DOS MEUS PENSAMENTOS EM DESALINHO
SOU O TOQUE PERFUMADO DE CARINHO
ENCONTRANDO EM TI
ESTE SEMBLANTE LINDO
UM RETRATO PINTADO PELA NATUREZA
EXPONDO TODA BELEZA
COM POESIA E SUTILEZA
DE UM OLHAR ESPREITADO
NUM REFLEXO DE EXPLENDOR
NÃO ME OLHES DESTE JEITO...
MINHA MIRAGEM, MEU AMOR...

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Baú de Lembranças – Homenagem aos Professores

 
Debrucei no baú aberto
De olhos espertos
Vasculhei o que tinha por lá
As letrinhas brincavam
Formando uma frase
Meus Queridos Professores
Voltei a ser criança
Olhando o mundo com esperança
Onde o lápis exercia sua função
Aprendizagem
Olhei para trás vislumbrando
Nas linhas que hoje escrevo
Aperfeiçoando o que aprendi
Agradecendo pelo ontem...
Hoje tenho Mestres e Doutor
Nesta caminhada de aprendiz
Para continuar o meu labor.
 
 
 


domingo, 6 de outubro de 2013

FLERTANDO MINHA ALMA

Na imensidão do meu ser
Fiz morada num castelo de sonhos
Revertia em meus olhos um encontro solitário
Capaz de mensurar as necessidades interiores
Gritando e clamando por um minuto de atenção
Flertei a minha alma, como se flerte um amor à primeira vista.
Deixei fluir a essência de sentimentos contidos
Um namoro entre o corpo com alma
Flertei de leve sem medo de toca-la apalpando suavemente
Buscando entender a complexidade das formas
O corpo entrelaçou a alma e fizeram um bailar de momentos
Esquecidos, apagados e lembrados a cada passo dado.
Deste flerte minha alma fixou um ponto de apoio
Olhei na profundidade conforme o meu alcance
Vislumbrando a vida de outra forma
Onde o corpo esvanece enquanto a alma floresce...
Assim, flertei minha alma...