Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

NÃO QUERO CARREGAR O MUNDO NAS COSTAS

Tal metáfora nos coloca no ápice das indignações
Das quais escutamos ou lemos nas informações diárias
Nas pessoas que pouco convivemos 
De um mundo conturbado sem fim
Homens que não valorizam o outro
Não tem piedade nem dó
Quantas vidas ceifadas por orgulho...
Com isso parece-me que carrego o mundo nas costas
O olhar que desponta em meu semblante desfigura
Ao ver a ganância substituindo valores
O amor sendo derrubado pelo status
A vaidade argumentando a vida
Os ricos sobrecarregando os pobres
Com o devaneio de que tudo posso e nada me atinge
Então, resolvi viver no Mundo de uma Poetisa
Lá eu sei que todos são bem tratados
Encontrarão um cantinho de aconchego
Minha escrita corre solto em delírios ou verdades...
Posso carregar as páginas com beleza
Destreza de lidar com sentimentos alheios
Sem perder a noção de magoá-las
Palavras derrubam quanto levantam
No meu mundo ergo até o pedestal mais sublime
Sem distinção de cor, raça ou credo
Uma leitura edificante
Com a bandeira da IRMANDADE