Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

SINGELOS GESTOS

Em passos largos
Andavam os andarilhos
Por caminhos escuros
Dispersos e sem tempo
Desnudos de sentimentos
Aflitos pela solidão
Pegam outros rumos
 Na quebrada da escuridão
Surgem singelos gestos
Gestos de carinho
Transbordando o Amor Fraternal
Conduzindo a um abrigo seco
Luz tênue oração que acalma
Lágrimas brotam aos prantos
Amparados por corações em fé
Transportam ao socorro divinal
Mostrando que através dos singelos gestos
Os gestos aflitivos tornam-se amenos
Confiantes de uma visão clara
Sem borrão...