Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

OS REFOLHOS D'ALMA

 
Sobressaltado de alegrias 
Cai nas armadilhas, emboscada de sentimentos.
Vivenciando vidas inacabadas
Senti nos refolhos d'alma
Ecoei um grito de socorro ao Divino
Luzes se armaram na minha direção
Túnicas brancas bailavam e flutuavam
Sobre meu corpo debilitado
Amargurado com chagas de paixão
Que mundo estupido e deprimente experimentei
Que vida sem alma, vivi sem dar de mim.
O que me foi entregue como tarefa
Amparado por imensa fraternidade
Fui conduzindo para um aprimoramento
Recebi tratamento, conduzindo a esfera Maior.
Não sou mais dor, melancolia, dessabor.
Estou limpo das impurezas, sou esperança.
De voltar a viver num mundo melhor
Envolto pela bondade, humildade.
Voltarei em prol do bem, da caridade.
Minha tarefa é construir um esboço de vida
Muito além da que vivi realmente mais digna.
 


Nenhum comentário:

Postar um comentário