Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Queixa e dores - Em dueto Athanazio Lameira e Sandra Queiróz


Vem mais próximo sinta / Minhas mãos
O que é envelhecer / É perceber o tempo 
Pode ser melhor / Permanecer jovial
Do que possa parecer / A própria idade cronológica


Vem mais próximo ouça / Quero confidenciar
Os apelos / Reverenciando os teus lábios
As queixas / Que calei
As dores / Carregadas nas entranhas


Não custa muito/ Ouça
Apenas um minuto / Será gratificante
Dê atenção/ Ao meu suplicio
Sincera / Como sempre foi


Não tenha vergonha / Abrace-me
Exponha / As tuas dores também
Fale um pouco de si / Talvez de nós
Do perdão / Que negamos


Não perca muito tempo / Este tempo não espera
Com coisas abstratas / Cheio de rodeios
Eles (nossos velhos) são reais / Com suas queixas e dores

Nenhum comentário:

Postar um comentário