Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

A PROCURA DO NADA - EM DUETO ATHANAZIO LAMEIRA E SANDRA QUEIRÓZ


Se todos tivessem sensibilidade / De procurar algo
  Soubessem viver com harmonia / E deixar o outro viver também
 Nossa sociedade seria muito melhor / Sem os vícios que temos hoje
 Não houvesse tanta ganância / Um olhar mais fraternal
 As pessoas pudessem viver / Sem tantas mentiras
Sem estarem sobressaltadas / Por modismo
Pensando que vai acontecer algo ruim / Poderá...
 Um padrão de vida mais simples / Preferência pelo útil
 Sem ostentação./ Largar o fútil 
Alguns podem pensar que tudo isto é utópico / Algo lúdico
 E que jamais acontecerá na prática / Mude seus atos 
Não posso aceitar todo este conflito / Que a humanidade sofre
 Deixando o ser humano / Egoísta
Cada vez mais afastado dele mesmo / Próximo de um vácuo
 Numa procura incessante / Por ele mesmo
 De coisa nenhuma / Ou de qualquer coisa...

Nenhum comentário:

Postar um comentário