Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

O SABOR DE UMA SAUDADE - Em Dueto Sandra Queiróz e Afonso Prates da Silva



Quem atreveria dizer/ Uma só palavra

Que sabor tem a saudade../ Inesquecível

Será salgada / Talvez 

Amarga / Provável

Doce / Como a vida

Saborosa / Como um néctar 

Somente sei / Que compreendi

Que o aroma /  Forma-se

Exala / E propaga-se

Fragrâncias / De flores

Suaves / E agradável

Fortes / Embriagadora

Marcantes /  Como o tempo

Fugaz / Como o ar que respiro 

Esta saudade.../ Que consola

Adormece o peito / Sofrido

Deixando sabor / Amenizado

De quero mais / Por favor

Nenhum comentário:

Postar um comentário