Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Esquecer de mim  - Em dueto Athanazio Lameira e Sandra Queiróz


Não serei nada / Simples tormento
Nem um balão / Posso ser
 Que sobe aos céus / Deslumbrando o infinito
Se não houver / Você ao meu lado
 tua mão em meu ombro / Caminhando juntos

Não cultivarei nada / Plantação de espinhos
Nem uma planta sequer / Surgirá
Se não houver / Teu afago
 O teu sorriso / Sou mendigo de ti

Não contemplarei nada / Nem o ceú estrelado
Nem a lua cheia / Prateada fletida no oceano
 Nem o mar / Nem a brisa leve
Se por acaso / No ocaso
esqueceres de mim / Colisão de sentimentos

Nenhum comentário:

Postar um comentário