Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sábado, 8 de janeiro de 2011

VENDAVAL DE SURPRESAS


O vento sopra nos jardins da vida.
Ventarola as saudades
Sacode lembranças
Suavemente refresca a mente
Varre as desilusões
Agita o corpo em ventanias de paixão
Devasta o coração com amor furacão
Forma ciclones em sintonia com a monotonia
Vem vento sussurra em meus ouvidos
Canta uma canção
Bailando com meus sentidos
Areja minha alma
Com o Frescor da brisa leve
Quero adormecer na relva
Acompanhada deste vento
Assoprando de leve as árvores
No luar esbanjo alegria
Em plena euforia
Amanheceria...

VOEI ALÉM DE MIM


Criei asas de imaginação, transportei-me para o paraíso.
Ouvi tanto falar dele, resolvi visitá-lo.
Levei comigo uma águia, para guiar-me melhor ao topo mais alto do imaginário.
Com sua astucia deixe-me levar, coloquei meus pés em nuvens claras e densas. Pulava uma a uma, chegando num bosque florido e pássaros cantando.
Avistei ao longe, uma bela cachoeira e um arco-íris cobrindo com seus anéis multicoloridos.
Seus reflexos formavam um prisma, um portal de luz transportando-nos ao imaginário refletido.
Seus habitantes, com roupas claras e olhos brilhantes, recepcionavam os viajantes.
A águia e eu conversávamos sobre o céu, o infinito, amplidão, magnitude, espiritualidade.
Este infinito mágico que abriga suas espécies criadoras.
Com propósito de direcionar nosso imaginário além de nós.
Desta forma senti...
O que é voar além de mim.

CONFIDÊNCIA

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

ALVORADA - CARTOLA

É NO MAR...



Foto Sandra Queiróz /Barra Velha - SC

O mar e o seu despertar,
Infinitas são suas águas a banhar.
O sol quando desponta
Borda o céu de nuanças
O amanhecer é um reluzir
Presente na natureza
A nos conduzir.

O cheiro do mar penetra no âmago,
Produzem sensações,
Emoções ultrapassando horizontes.
No mar sinto-me em casa
Pertenço a ele da mesma forma
Que pertenço ao Universo.

Mergulho em sua água
Revigorando a vida.
Energia cósmica
De ondas magnéticas,
Benéficas ao ser.

Tem seus limites
Passa limitações.
Mesmo que no mar não mergulhe,
Mas é na praia que engrandece
As recordações.

ALVORADA



O sol rompendo a
Resistências das nuvens
Tinge o céu de vermelho escarlate

A natureza acorda sonolenta
Com o despertar da passarada
Que harmoniosamente executa
Um hino de louvor ao dia

Os primeiros reflexos
No mar é lançado
Seus raios fulgurantes
No grande espelho refletido
Dançando a valsa da brisa

As ondas entrelaçadas
Debruçam suas espumas
Que vem beijar as praias

Este deleite do nascer do sol
De mansinho
Inundando de infinita beleza
Para sempre levou
Aquela minha secreta
Intensa
Tristeza...