Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

VERTENDO D’ALMA




Olhos nos olhos
Fitamos um caminho
Percorro teu corpo
Sua estrada infinita
Chegamos, ao delírio certo
Deste encanto mágico
Corpos ardem
Vibram
Nossos lábios tremulam
Palavras desordenadas
Regadas do amor
Vertendo d’alma
São caminhos percorridos
Estado único sentido
Sou eu em teu corpo
Entrelaçada em carinho
Teus braços me afagam
Em suspiros deliramos
Somos encaixe feito jogo
Dos caminhos percorridos
Dois corpos unidos
Exalamos o êxtase profundo
Deste amor dividido
Vertendo d’alma
Murmúrios do mundo


Nenhum comentário:

Postar um comentário