Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sábado, 11 de setembro de 2010

NÚCLEO D’ALMA

Núcleo d’alma invade meu ser, contendo à essência sublime do meu viver.
Nem os anos, nem o tempo romperá este núcleo de bagagens longínquas.
Atravessando tantos espaços disciplinando cada vinda... Ou partida...
Deste núcleo contém a natureza d’alma, beleza nata protegida pelo Além.
No centro das minhas atividades, vem às mensagens para ser distribuídas, divididas.
Entre tantos que tem a sede de aprender. Sou aprendiz de imensas vindas, no esquecimento de mim mesma.
No subconsciente volita sobre minha mente um Universo de total plenitude, onde o sol brilha com tanta intensidade, quanto à escuridão de remotos dias inunda e aflige evoluções primárias de um aprendizado sublime.
E neste núcleo da minha alma, que intensifico a comunicação continua para entender melhor o que cada qual em sua vinda merece ter ou perder.
Cujo processo de lapidação é igual o diamante.
Meu núcleo lapida e retira a cada dia um algoz da própria vida, para mais tarde enxergar seu brilho e reluzir aos que me cercam.
De cada núcleo conhecido, pouco sei do imenso e infinito universo contido em cada ser que convivo e conviverei.
São amostras de núcleos d’alma em suas dores, ilusões, enfim...
São exemplos que temos e não paramos para analisar o quanto em cada qual nos acrescenta ou nos faz rebaixar.

"Toda reflexão que leve o homem para fora do estreito círculo do seu egoísmo é saudável e boa para a alma, seja qual for o caminho pelo qual enverede essa reflexão. "

Nenhum comentário:

Postar um comentário