Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sábado, 21 de agosto de 2010

AMOR NOTURNO... OU NOTURNO AMOR...


Anoiteceu,
O crepúsculo dominava a noite em esplendores de amor.
Quantas palavras pronunciadas
De forma tão formal nas horas deste encontro
Onde a Lua refletia um momento às escondidas.
A pupila dilatava
Coração pulsando acelerado,
Lábios ressecados
Corpo encharcado do suor do meu prazer.
Amor noturno... Ou noturno amor...
Entre o céu e as estrelas
Está a Lua e nos projeta nas silhuetas do encanto.
Nossas sombras refletidas nas nuvens guiadas pelo vento,
Dissipando o acalento no conforto da Imensidão.
Sou gatuno das noites incendiárias,
Enlouqueço e te faço enlouquecido.
Jura faz as escondidas, escutamos um do outro...
Sempre serei só teu
Quanto será só minha
Nem mesmo com a despedida deixarei de vir.
Ao encontro deste
Amor noturno... Ou noturno amor...
Mesclados com pinceladas da realidade...
Com as minhas fantasias.

Um comentário:

  1. Um belo poema cheio de ternura e amor,onde a fantasia se torna realidade.
    Bjux

    ResponderExcluir