Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sábado, 17 de julho de 2010

GARRAS DOS SENTIMENTOS

Nas garras dos sentimentos

Meu corpo agarra-se

Leva-me a loucura

Gavião das alturas

Deste amor desvairado


Esta águia segue a risca

Sobe alto na conquista

Voo certo pro teu ninho

Quando unidas

Voam juntos

E amor lado a lado


Tuas garras e as minhas

Seguram firmes

São nas garras dos sentimentos

Onde alçamos nossos voos

Penhascos em declínio

Minhas asas te abrigam

Sem teu amor

Gavião


Esta águia

Morre aos poucos

Voa em desatino

Em plena solidão.

Um comentário: