Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

VEM...


Vem...
Afaga meus cabelos
Deixarei soltos
Sentirás a maciez
Toca-me

Vem...
Neste desatino
Enlouquece minha pele
Sussurra em meus ouvidos
Palavras descentes
Indecentes
Torno-me uma estrela cadente

Vem...
Desbravaremos o Universo
Farei lindos versos
Deitada lado a lado
Descortinando a beleza
Deste mundo encantado

Vem...
Ficar perto
Diminui a distancia
Dominadora da saudade
Sufocando meus gemidos
Desata os nós
Que carrego em meus sentidos

Vem...
Leva-me contigo
Faça-me teu abrigo
Da forma desejada
Liberta este querer
Rompendo elos
Por favor
Vem...
Meu amor

Nenhum comentário:

Postar um comentário