Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

CARNAVAL... SÓ EU SEI...


A folia mal começou meu corpo se agita
Não pensem que é para dançar marchinhas
Nem desfilar nas grandes Escolas de Samba
Falo dos meus hormônios foliões
Não imaginava que seria esta folia em meu corpo
Suo da mesma forma
Caso fosse madrinha de bateria
Um calor de verão cobrindo meu rosto
Suando as mãos
Nas costas o calor invade e sobe... Ainda bem...
Escutei muito falar da tal Menopausa
Nossa queria uma pausa
É de tirar o fôlego de tanto abanar
Todos os dias faz ensaio na minha quadra
O reboliço é grande
Veio em uma época propícia
Sem fantasia
Sem cerveja
No ritmo frenético de um samba cadente
Na mão um leque
Um corpo ardente

Nenhum comentário:

Postar um comentário