Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

METAMORFOSE

No mundo dúbio,
Do corpo insano, a metamorfose acontece.
A miscigenação dos sentidos
Na hora fatal cria
Um estado profano.
A mente divaga,
O corpo se acalma,
A mente se apaga,
Transformando-se pouco a pouco,
Num ser desvairado e louco.
Onde o sol brilha a noite e
Nas manhãs de primavera
O luar floresce.
Na metamorfose do sonho,
A vida fenece,
A noite entristece,
O corpo padece
Na alcova emudece.

Nenhum comentário:

Postar um comentário