Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

ETERNA BUSCA

Descubro meu reflexo obscuro,
No fundo do meu céu extemporâneo
Dei-te de mim o quanto sobrevive
Coloquei-te nas formas de uma espera
Pra continuar... Dei-te o bastante
Há crenças deslizando nos meus traços,
No adormecer contigo em pensamento,
Na sublimação do que não sou,
Na pureza dos gestos...
Deixo um abismo de asas e inquietude
Num abstrato de ternura e paz.
Apesar da saudade que desgoste,
Prefiro te buscar, em cada ponto do infinito
E do sonho. Esmaeço.
Dentro do nada que meu sol desponta,
Em busca de um horizonte na memória.
Serei o reflexo de tudo o que girar e for,
E vir a ser.
Viverei a incerteza de todos os sentidos,
Porque te quero bem, apesar de tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário