Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

terça-feira, 3 de novembro de 2009

CONEJCTURAS A BEIRA MAR IV



A inspiração?
Ela corre por entre as horas claras - as verdes ondas.
Pelos meandros do silêncio gostoso.
Ela vem e se aconchega.
A inspiração está na vida, explodindo em cada canto, implodindo em cada pranto.
Quem está disponível facilmente distinguirá seus contornos junto ao céu, mar adentro.
A vontade de dar paz e amor
sem desejo de troca, sem retribuição, sem nada.
Ela vem chegando de mansinho.
A inspiração faz pressentir que a noite adentro, há alguém
marcando uma dura saudade que invade o peito da ausência presente,
que pressente um futuro... Com passado... a lamentar.
Há inspiração na vida,
no gesto simples, no sorriso do bom,
no olhar do feliz, na tristeza sem cura do triste,
na ardência dos olhos molhados,
na brisa e na vida daqueles que seguem
sozinhos em busca de um porto.

Sandra Helena Queiróz Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário