Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sábado, 17 de outubro de 2009

ESTAÇÕES


Definir estações em tempo,
em espaço no tempo.
Outono,inverno,primavera e verão.
Ciclos da natureza que alteram-se
e o homem caminha ao lado e fica
assombrado com o espetáculo assistido.
A Terra coloca diante de nós,
os vendavais,chuvas,flores,sol,lua,raios e
tempestades.Desabrigando,cobrindo montanhas de neve.
Ao mesmo tempo,vem o sol derrete o gelado frio do inverno.
Compensador é sentir a primavera que surge em cores diversas,
trazendo o frescor da manhã e mostrando as exuberantes formas
que a natureza nos oferece.
Chega o verão,exposição abusiva ao sol,corpos que querem
arder em chamas de sensualidade e liberdade da própria estação.
Outono,folhas caindo,muitas espécies sumindo e o homem o que faz quando
sabe que as estações se aproximam.
Recolhe-se,protege-se e despreocupado,derespeita a mãe Natureza e
consequentemente,assusta-se com a sua fúria indolente,

Nenhum comentário:

Postar um comentário