Páginas

Quem sou eu

Minha foto
Sou a simplicidade casada com a verdadeira essência de um ser. Venho de uma família onde todos trazem e trouxeram em suas bagagens um código espiritual único e capaz de transformar palavras em frases complexas e simples, que ampliam horizontes e rompem barreiras. Sou filha do vento, da água, da terra e do fogo. Tenho minhas fases e mudo conforme a Lua. Sou a busca do exato, na medida disforme das coisas que vejo, e minha mente transcreve. Hoje criando este blog, mostrarei o que em gavetas escondia. Beleza, sinceridade, sede de transcrever o que minha alma sente ao se deparar com uma folha e um lápis, pois é desta forma que escrevo. Na simplicidade de um canto qualquer, mas com essência pura dos sensíveis.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

CAMALEÃO

Você é um camaleão?
Quantas cores trocas para
camuflar a verdade?
Quantos galhos sobes para
fugir do desespero?
Já ficastes roxo de raiva,
vermelho de vergonha,
verde por passar mal,
quantas cores já mudastes?
Comparando o camaleão ao homem,
será que tem diferença, ou a
natureza camufla os dois para poder
encarar de frente suas máscaras do
disfarce. Em cores diversas,
em lugares que trocamos estas cores,
como fazem os grandes pintores.

Nenhum comentário:

Postar um comentário